Navigation

A guerra na Ucrânia levanta a questão nos países neutros sobre a adesão à OTAN. Uma especialista explica as dificuldades à Suíça de aderir a uma acordo semelhante de defesa mútua.

Este conteúdo foi publicado em 23. março 2022 - 08:00

swissinfo.ch: Outros países neutros na Europa também discutem hoje sobre uma possível adesão à OTAN. Eles veriam a neutralidade de uma forma diferente do que a Suíça?

Lea Schaad: A Suécia e a Finlândia não são mais realmente países neutros, pois também se associaram ao bloco. Há muito tempo esses dois países encontram-se nessa área cinzenta entre ser membro da OTAN e "associado".

كجزءٍ من دراستها لِنَيل درجة الماجستير في السياسة الدولية والمقارنة في المعهد التقني الفدرالي العالي في زيورخ، تُرَكز ليا شاد بشكل خاص على دراسات الديمقراطية والأمن. بعد فترة تدريب في رابِطة الحَد من الأسلحة (Arms Control Association)، وعَملها كَمُساعدة بحوث في مركز الدراسات الأمنية في المعهد التقني الفدرالي العالي في زيورخ، تَعمَل شاد إلى جانب دراستها كَمُساعدة ثانية في مركز اقتصاديات التنمية في المعهد التقني الفدرالي العالي في زيورخ zVg

A OTAN foi autorizada a partir de 2014 a conduzir operações em seus territórios. Os dois países também participam de exercícios promovidos pelo bloco. A Suécia até mesmo forneceu armas para a Ucrânia na atual guerra. A Suíça nunca faria isso.

Não é o entendimento de neutralidade que mudou. O fato é que a Suécia e a Finlândia simplesmente têm uma posição geográfica muito diferente da Suíça. Inclusive a Finlândia partilha uma fronteira com a Rússia. Já a Suíça está rodeada por países da OTAN.

swissinfno.ch: Então, aderir à OTAN não é uma opção à Suíça?

L.S.: A Suíça não tem interesse em aderir à OTAN. Simplesmente o país não necessita dela. Não só faltam motivos para aderir, como a adesão seria até desvantajosa: a Suíça perderia sua neutralidade, já que ela prescreve a não adesão a uma aliança militar. Se ela o fizer, a Suíça não seria mais considerada uma base neutra para organizar negociações internacionais. Seria uma desvantagem ao chamado "bons ofícios" prestados pelo país.

swissinfo.ch: Porém alguns países da OTAN, não poderiam considerar que a Suíça se beneficia da proteção sem os custos dela?

L.S.: A Suíça é um pequeno país com um exército de milícia. O interesse da OTAN é limitado. Além disso, a OTAN também tem interesse que a Suíça continue sendo uma plataforma para a diplomacia. Os outros países se beneficiam com a existência de um país neutro, onde encontros podem ser realizados. Genebra não seria Genebra se a Suíça aderisse à OTAN.

Adaptação: Alexander Thoele

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?