Navigation

Clientes russos têm mais de CHF200 bilhões em bancos suíços

Os bancos suíços foram atingidos pelas sanções da União Europeia contra clientes russos. © Keystone/Christian Beutler

Os bancos suíços detêm cerca de CHF150 bilhões a CHF200 bilhões ($160 a $214 bilhões) em ativos pertencentes a clientes russos.

Textos traduzidos automaticamente de EN.
Este conteúdo foi publicado em 15. março 2022 - 12:13
swissinfo.ch/ug

A estimativa foi feita pelo presidente da Associação Suíça de BanqueirosLink externo, Marcel Rohner, na conferência de imprensa anual na terça-feira (15).

Em 2020, os bancos suíços tinham um total de CHF7.879 bilhões de ativos sob gestão.

Entretanto, Rohner recusou-se a quantificar a quantidade de fundos bloqueados pelas sanções econômicas da Suíça contra a Rússia.

Ele acrescentou que o montante exato pode ficar claro, já que os bancos terão que declarar os ativos ao Ministério da Economia até o próximo mês de junho, de acordo com a agência de notícias Keystone-SDA.

Os clientes russos inscritos na lista negra não podem retirar dinheiro e nem depositar fundos superiores a CHF100.000.

O governo suíço seguiu um primeiro conjunto de sanções impostas pela União Europeia no final de fevereiro, suscitando o debate sobre a neutralidade da Suíça.

O governo disse que consideraria a possibilidade de tomar mais medidas punitivas na sequência das sanções adicionais da UE anunciadas nas últimas semanas.

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?