Navigation

Reforma previdenciária passa, mas deve ser contestada em referendo

A idade oficial da aposentadoria das mulheres será ajustada aos 65 anos de idade, como a dos homens na Suíça, conforme a reforma aprovada pelo parlamento, mas com a oposição de sindicatos e partidos de esquerda. Keystone/Gaetan Bally

O Parlamento aprovou uma grande reforma do sistema de aposentadoria suíço, incluindo um aumento controverso da idade da aposentadoria das mulheres.

Este conteúdo foi publicado em 15. dezembro 2021 - 19:00
swissinfo.ch/fh

A reforma também prevê uma compensação financeira - escalonada por nove anos para as mulheres diretamente afetadas pela mudança - bem como um aumento do imposto sobre o valor agregado.

Ambas as câmaras do parlamento na quarta-feira concordaram em uma série de acordos, mas os partidos políticos de esquerda e os sindicatos se comprometeram a contestar a reforma em uma votação nacional.

Eles argumentam que as mulheres têm que suportar o peso da reforma, já que sua idade oficial de aposentadoria será fixada em 65 anos, em linha com a dos homens, um ano a mais do que as regras atuais.

Estabilizar o financiamento

O objetivo da reforma é estabilizar as finanças do sistema previdenciário obrigatório, financiado através de contribuições dos empregadores, empregados e do Estado, em meio a uma crescente população idosa.

Os apoiadores dizem que o sistema de pensão poderá estar em perigo até 2030, se o financiamento não for colocado em uma base mais sólida.

Várias tentativas de adaptar o sistema fracassaram nas urnas nos últimos 30 anos, especialmente em 2017.

Pelo menos três iniciativas populares para apoiar o sistema de aposentadoria estão pendentes.

A última reforma, que deverá entrar em vigor no mínimo em 2023, é um dos principais projetos políticos da atual legislatura.

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?