Navigation

Por que a Suíça é tão cara?

A Suíça é vista como o país com o custo de vida mais elevado no planeta. Realidade ou exagero? Hans Markus Herren, especialista em preços ao consumidor no Departamento Federal de Estatísticas, dá a resposta.

Este conteúdo foi publicado em 04. setembro 2021 - 11:00
Eva Hirschi

swissinfo.ch: Tudo é realmente mais caro na Suíça do que em outros países?

Hans Markus Herren: Certamente que não. Se você comparar o nível de preços com outros países europeus, somos, de fato, o país mais caro da Europa. Mas isso não significa que tudo seja mais caro.

swissinfo.ch: Em quais áreas existem as maiores diferenças?

H.H.: Normalmente serviços como educação, aluguel, assistência médica, mas também produtos como a carne, são muito mais caros na Suíça do que em outros países. Para a habitação, somos quase duas vezes mais caros do que a média europeia. Para automóveis, gasolina, mas também cigarros, a diferença é menor. Para o software, somos apenas 9% mais caros.

swissinfo.ch: Somos mais baratos em algum setor em particular?

H.H.: Equipamentos eletrônicos como televisões, rádios, computadores são relativamente baratos na Suíça. Em alguns casos, seus preços chegam mesmo a estar um pouco abaixo da média europeia.

swissinfo.ch: O que explica essas diferenças?

H.H.: No caso da carne, é a taxa de importação. Você só pode importar carne do exterior até um limite. Há uma explicação política óbvia para isto. Os serviços, por outro lado, são mais caros na Suíça, pois os salários também são mais elevados.

Conteúdo externo

swissinfo.ch: Qual a vantagem então para os suíços que escolhem viver em outro país ou passar as férias nele?

H.H.: Naturalmente, o nível de preços também pode ser interessante. Os EUA, por exemplo: lá o custo de vida é mais baixo do que na Suíça. Para aqueles que querem viver como aposentados em outro país é interessante conhecer o custo de vida local.

Mas as viagens, e especialmente a emigração, não devem estar relacionadas apenas com o respectivo nível de preços. A primeira pergunta a ser feita é a questão do idioma: como se comunicar em um novo país? A cultura também é importante.

Ao mesmo tempo, se você quiser trabalhar no exterior, tem que estar preparado para o fato de que os salários serão mais baixos. A qualidade e a escolha do produto também podem ter um papel importante na escolha de consumo.

swissinfo.ch: A comparação mais conhecida é o chamado "índice Big Mac", que compara preços do hambúrguer da McDonald's em cada país...

H.H.: Esse parâmetro mostra as diferenças de custo de vida. É também interessante, pois mostra que um hambúrguer pode ser considerado um luxo e, em outro país, uma refeição barata.

Mas esse índice é uma simplificação grosseira, pois não leva em conta o poder de compra do consumidor. Além disso, vivemos em uma economia moderna, é essencial comparar diferentes produtos a fim de ter algum entendimento da economia.

swissinfo.ch: Como comparar preços internacionalmente?

H.H.:A Suíça faz parte do programa de comparação do Eurostat e da OCDE, do qual participam 38 países. O Departamento Federal de Estatísticas da Suíça coleta preços para bens de consumo e cria, dessa forma, o banco de dados do país.

Os estatísticos da União Europeia coordenam as pesquisas de preços, calculam e publicam os resultados do estudo. Este compara o produto interno bruto per capita ajustado ao poder de compra e o nível de preços dos países participantes.

O ajuste do poder de compra é importante: você não pode apenas comparar o custo de um par de jeans, mas também deve levar em conta quantos pares de jeans você pode comprar em um determinado país. A mesma quantidade de dinheiro não pode comprar a mesma quantia em todos os lugares.

Outro fator frequentemente subestimado é a taxa de câmbio: quanto vale o franco suíço em outras moedas?

swissinfo.ch: Quais produtos são levados em conta na comparação internacional de preços?

H.H.: A comparação de produtos é claramente definida. Por exemplo, são definidos critérios claros para o jeans. A dificuldade, no entanto, é encontrar essas calças em todos os lugares. Da mesma forma, embora o jeans seja um produto de consumo típico das mulheres belgas, ele é muito raramente vendido na Grécia. Portanto, é necessário indicar em cada caso se o produto corresponde ou não ao consumo típico do país. Os produtos típicos têm um peso maior nas estatísticas do que os produtos de nicho. Na Suíça, por exemplo, é difícil encontrar certas especialidades de peixe e frutos do mar, pois este consumo não corresponde aos nossos hábitos.

"É difícil de encontrar algumas especialidades de frutos do mar e peixes, pois não corresponde aos hábitos dos suíços." Keystone / Ivan Tortorella

swissinfo.ch: E as comparações com países fora da Europa?

H.H.: Em outros continentes, existem também programas de comparação regional. O Banco Mundial realiza uma avaliação global. Entretanto, isto só é feito a cada seis anos, pois é um trabalho complexo e demorado. Além disso, não se trata apenas de encontrar os produtos certos para comparar, mas também de verificar se têm uma função semelhante. No Mali é difícil encontrar nas lojas calças jeans. É um produto feito para 1% da população, a classe alta.

A comparação global também apresenta outros problemas: nem todos os países estão dispostos ou aptos a participar, por exemplo, Estados em crise como a Síria ou o Líbano.

swissinfo.ch: Qual é a posição da Suíça no mundo?

H.H.: Em 2005, a Suíça já se encontrava entre os países mais caros do mundo. O índice de 2005 mostrou que o nível de preços na Suíça era cerca de 74% mais alto do que a média mundial. Na pesquisa seguinte, em 2011, a Suíça estava mesmo na liderança, com um nível de preços que era mais que o dobro da média mundial. Na comparação de 2017, entretanto, não era mais a Suíça o país mais caro, mas as Bermudas.

Isto pode mudar rapidamente, pois tudo depende também da taxa de câmbio. Se o franco fica mais forte, a Suíça se torna mais cara e nosso nível de preços aumenta. Mas é interessante notar que ao longo dos anos a paridade do poder de compra aumenta lentamente, mas seguramente os preços suíços estão se aproximando muito lentamente do nível europeu. Isto se deve provavelmente à concorrência e aos produtos importados, que são geralmente mais baratos na Suíça do que na Europa.

Adaptação: Alexander Thoele

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?