Navigation

Suíços do estrangeiro contra a iniciativa "No Billag"

O referendo que propõe o fim da taxa de rádio e televisão cobrado de todos os lares no país ocorre em 4 de março de 2018. A Organização dos Suíços do Estrangeiro (ASO, na sigla em alemão) recomenda aos eleitores votarem "não" na proposta.

Este conteúdo foi publicado em 07. novembro 2017 - 12:00
swissinfo.ch/sb
A Organização de Suíços do Estrangeiro (ASO) quer manter o sistema de taxas de rádio e televisão. Keystone

Assim como o Parlamento e o Conselho Federal (governo), a direção da ASO também se pronunciou contrária à iniciativa "No Billag". Essa proposta de mudança constitucional levada à plebiscito propõe eliminar as taxas de rádio e televisão. No comunicado enviado à imprensa, o órgão considera que "o serviço público na área de mídia é de grande importância para os suíços do estrangeiro".

Atualmente vivem 775 mil suíços no exterior, um número que aumenta constantemente. Segundo a ASO, eles necessitariam de acesso à informação de qualidade para poder manter seus laços com a Suíça. O mandato da Sociedade Suíça de Radiodifusão e Televisão (SRG SSR), da qual a swissinfo.ch faz parte, é essencial para suíços do estrangeiro para que ele possa exercer os seus direitos políticos. 

Especialmente a plataforma swissinfo.ch é uma voz na mídia percebida em todo o mundo, o que aumenta a compreensão da Suíça em um contexto internacional, escreve  a ASO no seu comunicado.

Os suíços do estrangeiro não pagam taxas de rádio e televisão, mas quando assinam serviços de recepção por satélite o custo é de 120 francos por ano. Suíços do estrangeiro na Alemanha, Itália, França, Áustria, Noruega, Holanda e Dinamarca pagam taxas de utilização de mídia assim como outros cidadãos desses países.

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?