Navigation

Cigarros proibidos nos trens

"Proibido fumar" vai ser visto em todas as estações de trem, Keystone

A partir de 11 de dezembro é proibido de fumar nos trens, bondes e ônibus suíços. O anúncio foi feito pela Federação de Transportes Públicos.

Este conteúdo foi publicado em 29. junho 2005 - 12:09

A proibição vale também para as estações de trem e coloca a Suíça no centro da campanha mundial contra o fumo passivo.

Cigarros nos transportes públicos irão pertencer ao passado na Suíça. A partir da aplicação do novo plano de horários no sistema nacional de transporte, em 11 de dezembro, o fumo será abolido dos trens, ônibus, bondes e barcos.

O anúncio foi feito pela Federação de Transportes Públicos, da qual faz parte não apenas a Companhia de Trens da Suíça (SBB), mas também pequenas empresas de transporte como as de teleférico nas montanhas.

Ruedi Helfer, porta-voz da federação, explica que a decisão foi tomada depois da experiência positiva feita por diversas empresas ao introduzir espaços não-fumantes nas suas linhas.

A proibição vale também para estações de trem, salas de espera, plataformas e pontos de parada. A única exceção serão os convés abertos dos barcos.

- A partir de 11 de dezembro estaremos mudando ou colocando sinalizações para mostrar que o fumo está realmente proibido. Iremos também desmontar todos os cinzeiros nesses espaços – explica Helfer.

Regras diferentes

Nos países vizinhos as regras em matéria de fumo diferem. Na Itália este foi banido de todos os espaços públicos, incluindo os restaurantes para o desprazer daqueles que viam o país como o paraíso do cigarro-após-o-espresso.

Na Alemanha e na Áustria é permitido fumar nos trens, apesar de algumas limitações como os espaços fumantes nas estações alemãs. Na França apenas alguns trens são não-fumantes, enquanto que outras linhas permitem o exercício do vício.

Bastião do fumo

No seu editorial, o jornal suíço "Le Temps" explica que "a Suíça foi durante muito tempo um bastião da resistência contra a culpabilização dos fumantes". A razão está no lobby da indústria do tabaco, que já foi um setor importante na economia do país.

"Porém os tempos mudaram, e a relação de força entre os fumantes e não-fumantes se inverteu em favor dos segundos", explica o editorialista.

A Suíça continua sendo um dos países onde mais se fuma na Europa. O vício começa muitas vezes já na adolescência. Porém o debate sobre os custos de saúde já ocupa um grande espaço na mídia, sobretudo devido à elevação constante das taxas de seguro.

swissinfo e agências

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?