Navigation

Feira internacional de jóias contrai pela metade

Baselworld encontra dificuldades para atrair visitantes e exibidores Keystone

Baselworld, a maior feira de relógios e jóias do mundo, está diminuindo ano a ano. Não mais do que 600 a 700 expositores estarão mostrando seus produtos em 2018, praticamente a metade da última edição. 

Este conteúdo foi publicado em 14. novembro 2017 - 11:00
swissinfo.ch com agências

Embora o espaço de exibição da feira esteja um terço menor, os expositores mais importantes ainda estarão lá, assegurou o porta-voz Christian Jecker na quarta-feira. Além disso, o preço dos stands será reduzido em 10%, disse ele à rádio pública suíça, SRF.

Baselworld já sentiu um aperto este ano, seu centenário, com 200 expositores a menos do que em 2016. Os organizadores associam a queda aos desafios econômicos gerais enfrentados pela indústria de relógios e pela concorrência do SIHH Geneva, um evento similar realizado em janeiro.

Mas os críticos dizem que a crise da feira também se deve a fatores internos: de acordo com o jornal Basler Zeitung, os ex-expositores estão irritados com o preço altíssimo dos stands, com as falhas de comunicação e a falta de feedbacks da organização da feira. O chefe da marca de relógios de luxo Eberhard, de Biel (Bienne), disse ao Basler Zeitung: "A Baselworld é muito cara e as receitas já não justificam as despesas".

Conteúdo externo

Este ano, Baselworld atraiu 106 mil visitantes, uma queda de 4% em relação a 2016. Algumas pessoas se arrependeram de abrir a feira para gigantes tecnológicas como a Samsung, que participou da feira este ano pela primeira vez.

Baselworld 2018 abre suas portas em 22 de março e dura seis dias - dois a menos que este ano. Mesmo com o redimensionamento da Baselworld 2018, a crise ainda não está superada. Ao mesmo tempo, um novo conceito geral está sendo desenvolvido, e possivelmente será apresentado já na próxima edição do evento, no ano que vem, segundo informa a televisão pública suíça (SRF). Jecker está convencido de que a Baselworld ainda existirá nos próximos anos. Em que formato, porém, ele diz ainda não saber.

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?