Navigation

Redação em inglês

Quando não cobre fintech, criptomoedas, blockchain, bancos e comércio, o editor de negócios da swissinfo.ch pode ser encontrado jogando críquete em vários locais na Suíça, inclusive na região de St. Moritz.

O especialista na Índia da swissinfo.ch cobre uma ampla gama de questões, desde relações bilaterais dos dois países até Bollywood, o cinema indiano. Ele também entende de relojoaria suíça e tem uma predileção pela Suíça francófona.

Trabalhou em rádio e jornalismo, além de ensino e turismo, antes de se entrar na antiga Rádio Suíça Internacional (RSI) nos anos 1980. Tem seu escritório no Parlamento suíço e se concentra em temas ligados à democracia direta.

Isobel se formou como jornalista na Grã-Bretanha e fala três idiomas oficiais da Suíça. Cobre a área da educação para a swissinfo.ch.

Não contente de cuidar da própria vida, Susan estudou jornalismo em Boston (EUA) para ter a desculpa perfeita para se colocar no lugar e no mundo de outras pessoas. Quando não escreve, apresenta e produz podcasts e vídeos.

Nascido em Londres, Thomas trabalhou para o jornal inglês The Independent antes de se mudar para Berna em 2005. Domina três idiomas suíços oficiais e gosta de viajar pelo país e praticá-los, sobretudo nos seus pubs, restaurantes e sorveterias.

Nascido em Londres, Simon é jornalista multimídia que trabalha para a swissinfo.ch desde 2006. Fala francês, alemão e espanhol e cobre questões de ciência, tecnologia e inovação.

Apaixonada por detalhes, Geraldine chegou à swissinfo.ch pela primeira vez em 2014 para analisar rumores nas mídias sociais como parte de um projeto de pesquisa colaborativa conhecido como Pheme. Hoje é responsável pela verificação de fatos na swissinfo.ch, analisa declarações (falsas ou não) sobre a Suíça e segue o rastro da desinformação online.

Irlandês, Domhnall trabalhou em pesquisa e redação em alguns países europeus antes de ingressar na swissinfo.ch, em 2017. Cobre democracia direta e política e geralmente passa seu tempo em Berna.

Julia é uma jornalista da Grã-Bretanha, com experiência em imprensa escrita e de rádio, especializada em assuntos africanos e justiça transicional.

Jornalista multimídia, iniciou sua carreira na Agence France-Presse (AFP), cobrindo a Primavera Árabe. Também trabalhou como correspondente da Associated Press em Istambul antes de se mudar para a Suíça, em 2016. Fala inglês e espanhol e tem raízes suíças. Adora viajar e conversar em italiano, árabe e francês, de preferência tomando um café. Nada de chá, for favor!

Jessica cobre todos os aspectos, inclusive os menos simpáticos, das multinacionais e seu impacto na Suíça e no exterior. Está sempre em busca de uma conexão suíça com sua cidade natal, San Francisco (EUA). E discute com prazer sobre as razões que levaram sua cidade natal a ter produzido algumas das maiores inovações do mundo, sem ter resolvido o problema da crise habitacional.

Estudou inglês e ciências midiáticas na Universidade de Basileia, onde descobriu sua paixão pela investigação, pela escrita e um grande interesse pelo jornalismo na era da digitalização. Juntou-se à equipe de desenvolvimento comunitário e mídias sociais da SWI swissinfo.ch em 2020. Foco: notícias e jornalismo na era digital, sociedade, suíços no estrangeiro, saúde, e ciência. Abreviatura: ib"

Virginie atuou anteriormente como correspondente estrangeira na China para várias mídias internacionais. Tem um histórico em reportagens financeiras. Sua experiência passa por agências de notícias, jornais, revistas e televisão. Crescida na Suíça, se entusiasma com o retorno.

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?